Projeto

Projeto
À Descoberta da Fábrica da Pólvora
Projeto de Continuidade

Este projeto dá a conhecer a mais importante Fábrica de Pólvora do nosso país através da realização de diferentes tipos de visitas: guiadas, temáticas e sonoras, que têm em comum o facto de terem sempre um guia.
As primeiras referências à ocupação do vale de Barcarena indicam a instalação de umas Ferrarias, em 1487, para o fabrico de armas, e só no século XVII, cerca de 1618-19, terá aqui funcionado a primeira oficina para o fabrico da pólvora negra. As ferrarias acabariam por encerrar no final do século XVII, mas as oficinas de pólvora foram-se  adaptando e ajustando aos vários tipos de pólvoras, às novas maquinarias e às diversas fontes de energia, até ao encerramento da Fábrica em 1988.
Em 1995 a Câmara Municipal de Oeiras adquire as instalações transformando-a num complexo aberto a todos, em 1998.