Teatro - Cândido ou o Otimismo, de Voltaire
Objetivos de Desenvolvimento Sustentável

Readaptação para público escolar da peça da autoria de Voltaire, publicada em 1759, tendo por base o terramoto de Lisboa de 1755 e que teve grande impacto na Europa de então.

Através do seu conto Cândido ou O Optimismo, referido por alguns autores como a «melhor peça de teatro de Voltaire», o autor conduz-nos numa viagem ao interior do seu tempo, entre o cómico, o trágico, a política e o épico, onde somos levados a observar os meandros mais nefandos do comportamento humano no Século das Luzes.

Para além da riqueza e inesgotabilidade do texto, o conto revela-nos comportamentos, costumes, o pensamento filosófico e factos do período pombalino passíveis de estabelecerem um diálogo vivo com o espaço do Palácio Marquês de Pombal

A passagem de Cândido por Lisboa na data do terramoto de 1755 constitui um ponto de partida para a relação que se estabelece entre a obra, o seu autor, Carvalho e Melo e o seu tempo na concretização deste espetáculo criado a partir do conto de Voltaire.