O Youtube vai matar a literatura e o cinema?
Objetivos de Desenvolvimento Sustentável

O mundo digital conferiu um poder intransmissível ao consumidor: ser o produtor dos seus conteúdos ou o programador dos seus consumos. Os jovens adoraram. Já não têm que gramar com “as cenas dos velhos”.

Com isto, há cada vez menos pessoas a ler e cada vez menos espectadores de cinema. Os novos hábitos estão a matar os velhos hábitos.

O que perdemos e ganhamos com tudo isto? Como tudo irá evoluir? Para dar algumas respostas sobre problemas complexos, o argumentista, crítico de cinema e escritor, Tiago R. Santos vai direto ao assunto: “Será que o Youtube vai matar a literatura e o cinema?”

Uma discussão interactiva.